A importância da hidratação

A importância da hidratação

A água é essencial à vida e isso não é nenhuma novidade. Sua importância torna-se mais significativa ainda no verão, quando o corpo sofre mais para manter a temperatura corporal adequada. Manter uma hidratação adequada em dias quentes é necessário para o bom funcionamento do organismo, fortalecendo-o e evitando a desidratação.

A nutricionista e professora Silvia Moro Conque Spinelli*, CRN-8 3030, afirma que precisamos ingerir líquidos para a termorregulação corporal, em especial quando o calor aumenta. Ela recomenda a água, mas apresenta boas opções. “Também vale um suco natural, chás gelados ou água de coco”.

Formas indiretas de hidratação

Silvia diz que existem formas saborosas de manter o corpo hidratado e dá dicas. Em especial, ela indica o consumo de salada de frutas na sobremesa ou mesmo incluir frutas nas refeições. Além disso, é fundamental sempre ter uma jarra de água na mesa. “São formas indiretas de hidratação. Para as crianças é bacana fazer picolé de suco de frutas. A criança se hidrata sem a gente ficar insistindo. Facilite para que a sua família tenha água sempre por perto. Muita gente não bebe mais líquidos por não ter acesso fácil a eles”.

Cuidado com a desidratação!

Um alerta fica para quem não bebe tanta água quanto deveria: cuidado com a desidratação! Segundo a nutricionista, muitas pessoas sentem pouco o reflexo da sede. “Quando a desidratação fica grave, podemos observar a pele opaca, têmporas fundas na região lateral da face, além de confusão metal e tremedeira. E para evitar isso é necessário, simplesmente, o hábito de beber água. É, em muitos casos, um esforço de disciplina”.

Quando a pessoa já estiver desidratada e a água não estiver disponível é preciso poupar energia. “Evite esforços e saia do sol ou calor. E, claro, beba líquidos o mais cedo que puder. Pessoas que correm na rua devem ter cuidado redobrado, pois desidratam fácil ao correr sob o sol quente. A quantidade recomendada é 30 mililitros por kg de peso”.

Hidratação na covid-19 e influenza

A nutricionista e professora Gisele Pontaroli Raymundo**, CRN- 432, explica que, no caso de enfermidades causadas por vírus, como acontece com a covid-19 e com a influenza, há o comprometimento das vias respiratórias, o que exige maior consumo de água. “Isso ajuda a fluidificar as secreções e a expeli-las com mais facilidade, trazendo a melhoria dos sintomas. Alivia o que a gente chama de ‘peito carregado’, que é quando o muco fica muito denso e precisa ser expelido”.

Outro benefício que a ingestão de líquidos traz está relacionado à necessidade de termorregulação em casos de elevação da temperatura corporal. “Essas doenças causam febre e isso faz com que percamos líquido. Por isso, é importante tomar água para manter a temperatura do corpo. É um recurso que a gente tem para aliviar a febre.

* Silvia Moro Conque Spinelli é Nutricionista, Mestre em Bioética com ênfase em obesidade infantil. Também é Doutoranda em Enfermagem com pesquisa em esteatose hepática. Professora da graduação em nutrição e nutricionista Clínica e Esportiva.

**  Gisele Pontaroli Raymundo – nutricionista, mestre em educação,  doutoranda em saúde coletiva. Docente do curso de Nutrição

Compartilhe
Contato
Enviar mensagem