19/05: Dia Mundial da Doação de Leite Humano

19/05: Dia Mundial da Doação de Leite Humano

Doe leite, doe vida!

Em 19 de maio celebra-se o Dia Mundial da Doação de Leite Humano. Diante disso, é necessário ressaltar a importância do aleitamento materno. O leite humano é uma fonte de nutrientes, suas vantagens passam por questões emocionais, psicológicas, hormonais e de prevenção de doenças da mãe e do bebê.

De acordo com o nutricionista Lucas Rain (CRN-8 11543), da equipe do Banco de Leite do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, o leite humano é o alimento mais indicado para os bebês, porque é completo em todos os aspectos nutricionais. “Destacando seus benefícios, temos um vínculo importante entre a mãe e seu bebê, promoção de saúde a ambos, atuando no desenvolvimento físico, cognitivo e imunológico por conter fatores de proteção, anticorpos, imunomoduladores que auxiliam na maturação do sistema imunológico do bebê”.

Lucas ressalta a maior qualidade do leite humano em relação às fórmulas infantis comercializadas. “Compreende-se que o leite humano, além de ser adequando em calorias, é superior quando comparado com as fórmulas infantis nos aspectos nutricionais, que promovem o desenvolvimento físico e imunológico da criança”.

No leite humano há imunobiológicos que auxiliam o desenvolvimento do sistema imunológico da criança, como imunomoduladores, anticorpos, enzimas, citosinas, nucleotídeos e hormônios. É o alimento ideal para toda criança no início de sua vida. Garante boa nutrição e saúde.

Quem pode doar e como fazer?

As mães que desejam fazer a doação, precisam entrar em contato com o banco de leite ou posto de coleta mais próximo de sua casa. Será realizado uma avaliação para saber se está apta a doar, receberá orientação quanto aos cuidados com a mama (higiene adequada), sobre a pega correta (amamentação), a realização da ordenha e armazenamento do leite. 

Segundo o site da Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBHL Brasil), para ser doadora é necessário preencher alguns pré-requisitos, conforme a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil (RDC Nº 171). Além de apresentar excesso de leite, ela deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

Todas as doadoras recebem orientações de como realizar de forma adequada a ordenha, assim como um kit que contém: touca, máscara, frasco de vidro esterilizado e etiqueta de identificação.

•         É importante que a doadora escolha um local limpo e tranquilo.

•         Realizar previamente a higienização das mãos e antebraços, com água e sabão.

•         Fazer uso dos itens de proteção disponibilizados, com destaque para o uso de touca nos cabelos e máscara cobrindo boca e nariz.

•         A higienização dos seios é realizada apenas com água.

•         Para iniciar a ordenha a mãe deve massagear a mama, o que auxiliará na esgota do leite, começando pela região da aréola (bico do peito) com movimentos circulares em toda a região da mama até a costela.

•         Posicionar o dedo indicador e polegar em formato de ‘C’ próximo a aréola e fazer pressões suaves.

•         É importante desprezar os 2 primeiros jatos de leite.

•         O leite ordenhado deve ser armazenado em frasco de vidro estéril e identificar, sendo destinado imediatamente ao freezer.

Lucas explica que todo o leite humano doado é analisado, pasteurizado e submetido a um rigoroso controle de qualidade visando garantir a segurança alimentar para os bebês. “Após o leite Humano ser processado e adequado para consumo, é destinado aos recém-nascido internados na UTI-Neo natal, aproximadamente 40% dos recém nascidos recebem Leite humano originado das doações”.

Amamentação Cruzada

Conforme a rBHL Brasil não é recomendável que a mulher com leite excedente amamente a outro bebê diretamente. Essa é uma prática contraindicada pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a amamentação cruzada, como é conhecida, traz vários riscos ao bebê, podendo transmitir doenças infectocontagiosas, como HIV/Aids.

Para verificar os Bancos de Leite Humano no Paraná clique aqui.

Compartilhe
Contato
Enviar mensagem